O que são doenças Neuromusculares? Como detectá-las?

Quando se fala em Doenças Neuromusculares, o que vem a sua cabeça? Alterações nas funções cerebrais, falhas no raciocínio, perda da memória?

Pois bem, Doenças Neuromusculares não são nada disso. Imagine os neurônios como fios elétricos interligados, por exemplo, se a lesão ocorrer no neurônio inferior, afetando o sistema nervoso, acarretará em atrofias, atonias, arreflexias, fraquezas e fasciculação (Contração breve e espontânea em um músculo).

De acordo com a Doutora Tatiana Mesquita, os principais sintomas das Doenças Neuromusculares são: Fraqueza, alteração na sensibilidade, quedas com facilidade e dificuldade para se levantar, dormência, formigamento, queimação, dor. A fraqueza pode oscilar durante o dia, podendo ou não ser acompanhada de atrofia que é uma perda muscular.

Tratamento

A Doutora Tatiana, informa ainda que o tratamento depende de qual Doença Neuromuscular que o paciente apresenta, alguns podem envolver medicamentos que influenciam diretamente no curso da doença.

“Os procedimentos de fisioterapias motoras, terapias ocupacionais, fonoaudiologia, o acompanhamento correto com o profissional é indispensável, pois possibilita ao paciente melhor qualidade de vida”, disse.

Como detectá-las?

O diagnóstico para obter o resultado das doenças é realizado por exames físicos, subsidiários:

  • Eletroneuromiografia (exame realizado por médicos na avaliação dos componentes sensoriais e motores dos nervos e dos músculos);
  • Biopsia muscular;
  • Imuno-histoquímica, a marcação com imunofluorescência pode identificar a ausência de proteínas permitindo o diagnóstico de muitas doenças, tais como: Distrofina, Emerina, Adalina;
  • Exames laboratoriais, e o estudo do DNA, que tem sido muito útil, agilizando o diagnóstico de muitas doenças, como: Atrofia Muscular Espinhal e Doença de Charcot-Marrie-Tooth.
  • Dra. Tatiana Mesquita.

Quando se fala em Doenças Neuromusculares, o que vem a sua cabeça? Alterações nas funções cerebrais, falhas no raciocínio? Pois bem, Doenças Neuromusculares não são nada disso. A Dra. Tatiana Mesquita explica sobre isso nesse artigo!