Porque você deve realizar fisioterapia aquática para crianças com autismo!

Existem diferentes tratamentos que podem ser realizados para ajudar crianças com autismo. Quando uma criança é diagnosticada com essa condição, os especialistas médicos criam um programa de terapia que pode ser usado no processo de tratamento. Uma das formas mais eficazes de terapia é a terapia aquática. É uma terapia recreativa que envolve o uso da água e desempenha um papel importante na melhoria da qualidade de vida da criança e na produtividade. Os terapeutas usam atividades aquáticas especificamente projetadas para ajudar na restauração, melhoria e aprimoramento das funções de qualidade de uma criança com autismo.

Benefícios físicos da terapia

Segundo pesquisas, a água é o meio ideal para reabilitação ou exercício corporal. A água fornece um ambiente ideal, o que ajuda a reduzir o peso corporal em até 90%. A água morna diminui o estressed o corpo, além de reduzir a espasticidade e relaxar os músculos. Ao se envolver em atividades aquáticas específicas e bem direcionadas, a criança é capaz de medir muito melhor os limites de seu próprio corpo. A criança é capaz de regular a força que o corpo exerce ao executar tarefas ou brincar e isso ajuda a melhorar a postura, o equilíbrio e a coordenação.

Lidar com questões sensoriais

As crianças que tem autismo geralmente têm dificuldades sensoriais significativas que geralmente são muito distraíveis. As crianças costumam ter fortes reações a diferentes texturas e podem reagir acima ou abaixo a diferentes estímulos no ambiente. O terapeuta começa avaliando a temperatura da água, assim como o ruído e outras distrações na água. Quando todos os fatores são levados em consideração, a água ajuda a proporcionar um ambiente seguro que apoia a criança e ao mesmo tempo fornece a pressão hidrostática necessária. Muitas crianças são capazes de tolerar melhor o toque após a terapia aquática.

Melhorando as habilidades sociais da criança

As sessões de terapia em grupo podem ajudar as crianças com autismo a melhorar suas habilidades sociais. O treinamento inclui sessões que visam habilidades específicas. Durante essas sessões de grupo, as crianças trabalham com o terapeuta e outras crianças. Eles aprendem a se envolver com seus companheiros de grupo, enquanto também compartilham brinquedos e equipamentos. Ao experimentar brincadeiras cooperativas e competitivas, as crianças desenvolvem uma melhor atitude mental e aumentam a autoconfiança. Os médicos relatam uma melhora substancial no início e na manutenção do contato visual durante e após as sessões de terapia.

Ajuda com melhorias cognitivas

A terapia aquática pediátrica pode ajudar crianças com autismo a melhorar sua concentração e atenção. A terapia se concentra no movimento funcional baseado em brincadeiras, facilitando o crescimento do desenvolvimento neurológico e melhorando a amplitude de movimento. A terapia melhora a consciência corporal, além de ajudar as crianças a se divertirem. A sessão individual pode ajudar crianças com autismo quando se trata de controle de impulsos, capacidade de seguir instruções e tolerância à frustração. Existem numerosos benefícios da terapia aquática e os especialistas são capazes de ensinar às crianças sobre segurança da água.

Apesar dos benefícios, é importante garantir uma supervisão intensa quando essas crianças estão na água, especialmente por as crianças com autismo apresentarem natureza distraída e muitos serem hiperativos.

Sites/textos Relacionados: